Divirta-se e aprenda

Os melhores livros infantis para encantar você encontra aqui.

Categoria: Poemas

Poema do dia – Brincadeiras da vida

Idoso.

 

O Poema do dia, Brincadeiras da vida, nos mostra um olhar particular de um homem pela vida.  O poema foi extraído do livro Meu Vilarejo e Outros Poemas, escrito por José Campos de Freitas e publicado pela Alis Editora.

 

Brincadeiras da vida


Que brincadeiras cruéis

A vida nos prega sem dó.

Fala que alhures se encontram

Riquezas, poder e prestígio,

E a gente embebido lá vai,

E volta mais pobre que jó.

 

A vida um dia nos deu

A infância, a mocidade.

Mas um dia a vida as levou,

Deixando conosco a velhice,

Uma troca de toda a maldade.

 

Para adquirir um exemplar desta obra e conferir outros maravilhosos poemas, clique aqui e entre em contato com a Alis Editora.

Poema do dia – A flauta de papai

Flauta

O Poema do Dia foi extraído do livro Meu Vilarejo e Outros Poemas. Um delicado e saudoso poema, escrito por José Campos de Freitas e publicado pela Alis Editora.

 

A Flauta de papai 

 

Não me esqueço de tua flauta,

Da flauta que fizeste de bambu,

Das cantigas que nela tocavas

E que povoavam as nossas noites

De paz e descanso

 

Com a tua flauta

O sono tão facilmente chegava,

E a nossa casa dormia

Sem sustos, sem sobressaltos.

 

Nas insônias de hoje

Que falta, meu Deus, não me faz

A música de doce toada

Da flauta inesquecível

Que papai fez de bambu.

 

Para adquiri um exemplar, entre em contato com a Alis Editora.

 

Poema do dia – Gaivota

GaivotasHoje, o Poema do Dia nos fala sobre as maravilhas criadas por Deus, que abrilhantam os nossos olhos com tanta beleza.

O poema foi extraído do livro Preces e Poemas, escrito por Evelyn e Beth e publicado pela Alis Editora.

 

Gaivota

Gaivota branca que voa,

bem alto no azul do céu.

Diga ao Senhor Deus, no ouvido,

que eu lhe agradeço comovido.

 

A cor do mar

e seu ar cheiroso.

A onda que canta

e corre espumante

 

A areia macia

e o sol brilhante.

Enfim, diga – lhe gaivota

que eu muito agradeço

por ter feito a natureza,

assim, assim, desse jeito.

 

Para adquirir um exemplar, entre em contato com a Alis Editora.

Poema do Dia – Polo Norte

sedrftghj

 

Flávia Menegaz nos brinda com mais um belo poema extraído de seu livro Poetando, publicado pela Alis Editora.

Confira o belo poema Polo Norte!

Polo Norte

Era uma tarde de verão
nevava sem parar
o frio roía os ossos, mas não incomodava
não me lembro em que planeta estávamos

Você ria incontidamente das besteiras da televisão.
Perdão, era eu quem ria
você se lambuzava com brigadeiros
Nayara não
Nayara escovava seus longos cabelos negros, impertubavelmente

Sobre a mesa, pipoca e refrigerante.
Apenas Rodrigo não chegou
provavelmente nunca chegará
está perdido na geografia do Polo Norte.

Gostou? Então adquira um exemplar desse belo livro. Clique aqui e solicite o seu.

Galeria de Livros

Fone: +55 (31) 3281.8482 E-mail: aliseditora@aliseditora.com.br Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
Siga-nos