Para todos os gostos

Livros infantis, grandes autores e mensagens edificantes você encontra nos livros da Alis Editora!

Categoria: Poemas

Poema do Dia – Regresso

Regresso

Hoje, o Poema do Dia nos fala de retorno, de regresso a um local de onde partimos e para onde almejamos voltar, confrontando sentimentos de saudade e arrependimento.

O poema foi extraído do livro Meu Vilarejo e Outros Poemas, escrito por José Campos de Freitas e publicado pela Alis Editora.

Regresso

Humildemente, venho te implorar
Perdão pelas ofensas que fiz.
Fui um dia, em gesto ingrato, te trocar
Por um suposto mundo mais feliz.

Nada do que busquei pude encontrar
Desde quando de ti eu me desfiz.
Do que aspirava só pude provar
Uma decepção que não se diz…

Hoje, meu doce e caro vilarejo,
Como tão tarde e arrependido vejo
Que em ti, ó minha terra boa
– Que agora me recebe e me perdoa –
A natureza e sua poesia.

Poema do Dia – Paixão

Paixao

Hoje é dia de inspirar os corações apaixonados, especialmente apaixonados pelas leituras, com o Poema do Dia, extraído do livro Poetando, da Alis Editora, e escrito por Flávia Menegaz.

Confiram toda a beleza e criatividade do poema Paixão.

Paixão

Não me lembro bem do dia em que me apaixonei pelo Aurélio.

Não sei e procurava pelo Antônimo, pelo Sinônimo, ou seria a Ortografia…
Ou será que, simplesmente, eu passava distraída?

Só sei que ele é mesmo estupendo! Ou melhor, esfuziante!
Às vezes é esdrúxulo, prolixo e até intrincado.
Mas, quem é perfeito?

E mesmo sabendo que no arcóseo
há uma quantidade significante de feldspato,
eu não me importo.
Gostoso mesmo é esburgar as palavras!

Para adquirir um exemplar dessa obra, clique aqui e entre em contato com a Alis.

Poema do dia – Perfumes de Amor

perfume

Hoje trazemos mais um belo poema extraído do livro Sublimação, de Teresa de Assis, publicado pela Alis Editora.

Para adquirir um exemplar dessa obra é só entrar em contato com a Alis Eitora, através do (31) 3261-1925 ou enviar um e-mail para aliseditora@aliseditora.com.br.

Perfumes de Amor

Prosaicas noites com perfume de pecado
De brisa morna e doce de jasmin,
Sabor difuso do sorvete matizado
Que adocicava tudo da boca para mim…

E foi tão pouco, no entanto tão intenso
Que por excesso se perdeu na imensidão…
As horas eram feitas, às vezes penso,
Só dos segundos e minutos de paixão.

Poema do Dia – Primavera

Primavera

Hoje trazemos a beleza das flores no Poema do Dia. Trazido do livro “Belas Macieiras e um Paraíso”, de Joana d’Arc Tôrres de Assis e publicado pela Alis Editora.

Primavera da Terra

Começa outubro.
A primeira chuva, tão aguardada, cai.
Procura cada folha, cada canto e raiz.
Sequer esquecer um telhado
ou a roupa estendida nos varais.

Um dia após, Adelino,
um velho lavrador,
deixa a vila onde mora
e vem me visitar na cidade.
Sou seu antigo patrão,
e estou bastante doente.
Pé-cá-pé-lá com uma dona
chamada morte.

Adelino chega.
E de imediato me fala:

“Senhor me desculpe;
deixei em casa o sapato,
Minha velha me recomendou
vir com ele,
que era mais respeitoso.
Pra ela respondi:
Qual-o-quê, mulher!
Primeira chuva desceu; não vê?
Só andando com o pé nu,
posso sentir
a primavera da terra.”

Galeria de Livros

Fone: +55 (31) 3281.8482 E-mail: aliseditora@aliseditora.com.br Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
Siga-nos