Na Linha do Equador

Mônica Bonilha

A trama do romance é tecida, juntamente com o leitor, como se formasse uma renda delicada e caprichosa. Toca nossos sentidos quando, através de Pérolas Vargas – personagem central do livro “Na Linha do Equador” – nos convida a sentir os aromas da cozinha da casa da avó, a viajar e admirar as diversas paisagens visitadas para além da linha do Equador e a perceber a sensibilidade latente das mãos.

Prende nossos sentimentos, nos hipnotiza com a sua historia de tal maneira que, quando essa mesma se finda, permanecemos como confidentes e até mesmo coadjuvantes desta intrigante construção literária.

<< voltar para listagem