Poema do dia: Saudade

Poema - Saudade

Hoje o Poema do dia nos emociona com um amor lúdico romântico. O poema foi extraído do livro “Poetando” escrito por Flávia Menegaz com ilustração de Dilce Laranjeira.

 

Saudade

Dos

Seus olhos verdes querendo amarelar

Seu jeito engraçado querendo conquistar

Seu sorriso tímido que eu retribuí

Com quarenta e sete baladas de chocolate

Embrulhadas em ridículos bilhetes de amor

Que nunca vou mandar.

O telefone não tocou

Meu coração não disparou

– Por favor, digam que não estou!

Prefiro fingir que te encontrei por acaso na esquina

Em qualquer esquina,

Tanto faz,

Você não existe mesmo.

Publicado em 8 de outubro de 2014

Artigos Relacionados