Poema do Dia – Fogueira

fogueira

As festas juninas estão chegando e com elas as fogueiras, uma prática muito comum nessa época, especialmente em cidades do interior, que ajuda a espantar o frio e a manter viva a chama dessa tradição no país. E o Poema do Dia selecionado para hoje vem do livro Meu Jardim e Outros Poemas, com o título de Fogueira.

Vamos nos aquecer com o calor despertado pela leitura deste belo poema de José Campos de Freitas.

FOGUEIRA

Gostava de ver
O Chico Candinho
Animando as fogueiras
Com sua viola,
Com seus repentes.

“Deixa o sereno cair,
Deixa cair a geada,
Que tenho cá o quentão,
Meu bem que dança comigo
E a fogueira ateada.

Deixa também o orvalho,
Deixa cair, sim senhor.
O orvalho, meu bem, faz florir
Faz florir mais bonitas
As rosas de nosso amo.”

Publicado em 4 de junho de 2015

Artigos Relacionados